BG-български език / CS-čeština / DA-dansk / DE-Deutsch / EL-ελληνικά / EN-English / ES-Español / ET-eesti / FI-suomi / FR-français / GA-Gaeilge / HR-hrvatski jezik / HU-magyar / IT-Italiano / LT-lietuvių kalba / LV-latviešu valoda / MT-Malti / NL-Nederlands / PL-Polszczyzna / RO-Română / SL-Slovenščina / SK-Slovenčina / SV-Svenska

Desde 2013 que a União Europeia (UE) mantém um Acordo Comercial com a Colômbia e o Peru, ao qual o Equador aderiu em 2017. O Acordo abre gradualmente os mercados de ambas as partes e aumenta a estabilidade e a previsibilidade do ambiente comercial e de investimento. É também um dos primeiros acordos comerciais de "nova geração" da UE, caracterizado pelo seu âmbito de aplicação extenso que abrange, para além da liberalização do comércio de bens e serviços, o investimento, a contratação pública, a concorrência, os direitos de propriedade intelectual, bem como questões comerciais e de desenvolvimento sustentável.

Após vários anos de implementação, um estudo de avaliação irá analisar os impactos económicos, sociais, sobre os direitos humanos (incluindo os direitos laborais) e impactos ambientais da implementação do Acordo.

A avaliação é feita pela BKP Economic Advisors, uma empresa alemã de pesquisa e consultoria económica, em colaboração com a Trade Impact BV, a Global Sustainable Solutions, a Trinomics, a Universidad del Rosario em Bogotá, a Universidad San Francisco em Quito, e o Instituto de Estudos Peruanos em Lima. Os trabalhos tiveram início no final de abril de 2020 e prosseguirão ao longo de 13 meses. Neste website, iremos informá-lo sobre o progresso da avaliação, incluindo reuniões com as partes interessadas, e iremos também publicar todos os relatórios produzidos (relatório inicial, intercalar e final).

 

Cronología del estudio